Monitoramento Sismográfico de cavernas

Monitoramento Sismográfico de Cavernas (Cavidades)

O Monitoramento Sismográfico de cavidades (cavernas e grutas) é um tópico muito interesse no âmbito das ações preventivas daqueles que convivem diariamente com as atividades de desmonte de rochas por explosivos. É que o monitoramento sismográfico propicia uma melhor compreensão do comportamento da vibração no terreno.

No artigo de hoje, vamos dar algumas pinceladas em alguns aspectos muito interessantes sobre o monitoramento sismográfico relativo a cavidades. Aqui na nossa página você encontra outras informações sobre os nossos serviços – temos mais de dez anos de atuação no setor de desmonte de rochas por explosivos.

Leia mais

Paiol de Explosivos

Paiol De Explosivos – Normas, Plano de Segurança e Mais

Paiol de armazenamento de explosivos
Paiol de Explosivos. Fonte: Enya Tenório.

No artigo de hoje, vamos falar sobre o paiol para armazenamento de explosivos. Esse é um tema muito importante no âmbito da Engenharia de Explosivos e temos a obrigação de abordá-lo aqui no blog da Valmon Engenharia. Se esse é o seu primeiro acesso a essa página, seja muito bem-vindo (a). Somos especialistas na arte da engenharia de explosivos e contamos com mais de dez anos de mercado.

Se ao final da leitura você permanecer com alguma dúvida, não hesite em entrar em contato conosco. Para enviar a sua mensagem, basta [clicar aqui]. Teremos o maios prazer em atendê-lo (a).

O Que É O Paiol De Explosivos?

Como se sabe, os explosivos, iniciadores e os acessórios são considerados produtos de uso restrito. Tanto é assim que são destruídos com o término de validade.

O Paiol de Explosivos, chamado em inglês de magazine, é uma das espécies dos depósitos destinados ao armazenamento de explosivos (emulsões, boosters, cordel detonante, pólvora etc.), acessórios ou iniciadores destes, munições, apetrechos e outros implementos de material bélico de uso civil.

Leia mais

Monitoramento detonações

Monitoramento Sismográfico De Detonações De Rochas

Monitoramento Sismográfico de Detonações de Rochas com Explosivos é o novo tema dos artigos do blog da Valmon Engenharia (também conhecida como Valmon Consultoria). Aqui na nossa página, você encontra diversos artigos por meio dos quais explicamos vários assuntos relacionados à detonação de rochas.

Assim, no texto de hoje, falaremos sobre a importância de se efetuar o monitoramento sismográfico de detonações de rochas e como ele é realizado no âmbito da engenharia de explosivos. Se ao final desse artigo você quiser esclarecer algum ponto acerca de tema, basta entrar em contato conosco. Somos especialistas com mais de 10 anos no mercado e já realizamos vários monitoramentos de vibrações e ruídos [clique aqui para mandar a sua mensagem] ou a envie para: contato@valmonengenharia.com.br.

Leia mais

Danos estruturais

Danos Causados Pelas Detonações Por Explosivos

danos e explosivosDanos Causados Pelas Detonações Por Explosivos e Litígio Judicial – A atividade de extração mineral executada por pedreiras ou mineradoras pode ou não envolver o uso de explosivos para a etapa de escavação.

O emprego de explosivos na construção civil é também uma das vertentes dessa ferramenta poderosa de trabalho. A detonação de explosivos quando feita de maneira eficiente e em atendimento às normativos pertinentes, se trata de um procedimento técnico necessário para o bom desenvolvimento de empreendimentos que beneficiam toda a população de uma dada região. Dentre eles, pode-se mencionar obras de combate a cheias e a melhoria da mobilidade urbana.

Como toda e qualquer atividade sujeita a riscos, a detonação de explosivos pode ser alvo de conflitos socioambientais fruto da geração de alegados incômodos, tais como: a vibração do terreno, a emissão de ruídos e a geração de poeira.

Leia mais

explosivos em valas

Desmonte de Rochas em Valas: conceitos e explicação

Em artigo anterior no blog da Valmon Engenharia, falamos sobre o uso de explosivos na construção civil. Nesse texto, você vai aprender sobre desmonte de rochas em valas. Existem diversas técnicas de escavação empregando explosivos. No tocante à regulamentação brasileira, a NR 18 aborda o universo das escavações, fundações e desmonte de rochas em termos de medidas de segurança à serem adotadas antes, durante e após as intervenções de engenharia.

Além da NR 18 existem portarias emitidas pelo exército que determinam regras mínimas para o uso, transporte, manuseio e armazenamento de explosivos. Entretanto, deixaremos o tópico sobre legislação para outro texto o qual publicaremos aqui no blog da Valmon Engenharia.

Leia mais

uso de explosivos na construção civil

Uso de Explosivos na Construção Civil: explicação e exemplos

O uso de explosivos na construção civil é mais comum do que imaginamos. É que apesar de, na maioria das vezes, associarmos o uso de explosivos por parte de mineradoras e pedreiras, o emprego de explosivos na construção civil pesada por meio de obras como hidrelétricas, portos e estradas consome boa parcela dessa ferramenta da engenharia de escavação, sejam eles produtos nacionalmente fabricados ou importados.

Leia mais

escavação de rochas explicação

Escavação de Rochas: conceitos básicos e etapas

No universo da engenharia, a etapa de escavação de rochas está intimamente associada a mecanismos de estudos iniciais envolvendo classificações atreladas às propriedades físicas e mecânicas das rochas. Essa classificação, dentre outros aspectos, se baseia na aglomeração de minerais e suas proporções. Isso porque a estrutura granular da rocha, textura e origem servem como alguns dos parâmetros para a classificação da rocha à ser escavada - parâmetros esses que indicam a resistência e coesão da rocha. Outro fator de estudo envolvendo rochas são as descontinuidades. Falaremos mais profundamente sobre as fraturas das rochas em um outro texto aqui no blog da Valmon Engenharia.

Read More

derrocagem subquática

Derrocagem subquática: aspectos econômico-sociais

Em artigo anterior no blog da Valmon Engenharia, falamos sobre o conceito de derrocagem e informações básicas acerca da operação. Sugerimos que você leia o texto Derrocagem: o que é derrocagem, definição e conceitos para melhor se informar.

Nesse texto, daremos continuidade ao assunto detonação subaquática. No livro I – A Riqueza das Nações de Adam Smith é possível encontramos:

Uma carroça de rodas largas, servida por dois homens e puxada por oito cavalos, leva aproximadamente seis semanas para transportar de Londres a Edimburgo — ida e volta — mais ou menos 4 toneladas de mercadoria. Mais ou menos no mesmo tempo um barco ou navio tripulado por seis ou oito homens, e navegando entre os portos de Londres e Leith, muitas vezes transporta— ida e volta — 200 toneladas de mercadoria. Portanto, seis ou oito homens, por transporte aquático, podem levar e trazer, no mesmo tempo, a mesma quantidade de mercadoria entre Londres e Edimburgo que cinqüenta carroças de rodas largas, servidas por 100 homens e puxadas por 400 cavalos. Para 200 toneladas de mercadorias, portanto, transportadas por terra de Londres para Edimburgo, é necessário pagar a manutenção de 100 homens durante três semanas, e o desgaste e a mobilização de 400 cavalos, mais o de 50 carroças de rodas largas. Ao contrário, essa mesma quantidade de mercadorias, se transportada por hidrovia, será onerada apenas pela manutenção de 6 ou 8 homens, e pelo desgaste e movimentação de um navio ou barco com carga de 200 toneladas, além do valor do risco maior, ou seja, a diferença de seguro entre esses dois sistemas de transporte.

Leia mais

Derrocagem o que é, definição, conceitos e dados técnicos

Derrocagem: o que é derrocagem, definição e conceitos

O que é derrocagem? – Você certamente já ouviu o termo ‘derrocar’ sendo empregado em algum contexto como: a corrupção derroca o país ou a montanha se derrocou com o terremoto. De acordo com o dicionário Houaiss o verbo ‘derrocar’ significa pôr, vir abaixo.

Aqui a palavra ‘derrocar’ será empregada com o sentido de intervenção da engenharia que almeja a remoção de obstáculos compostos de formações rochosas presentes no leito de um rio ou mar.

Leia mais